Anitta prepara 1ª turnê na Europa: ‘Quando viajo, tento exportar o funk’

Ela já passeou em Portugal e na França, mas nunca fez shows. Já deu um pulinho na Espanha quando “Show das Poderosas” fez certo barulho por lá, mas nunca cantou em uma grande casa de shows espanhola. Para Londres, Anitta nunca foi.

Neste mês, a cantora carioca de 25 anos faz sua primeira turnê europeia com shows:

– Em Portugal, no Rock in Rio Lisboa, no dia 24
– Em Londres, no Royal Albert Hall, no dia 28
– Em Paris, no Le Trianon, no dia 26

Em entrevista ao G1, Anitta fala sobre a viagem e diz que quer “gerar debate” com seus clipes e músicas. Ela avisa que pode lançar álbum só com inéditas até o fim do ano, conta ter negado um monte de parcerias e elogia “This is America”, de Childish Gambino.

G1 – Como estão os preparativos para a turnê europeia?

Anitta – Eu estou super ansiosa. A gente está preparando esses shows há meses. Quero fazer algo incrível, bem lindo. Eu não vou reinventar a roda, vou fazer um show do nível que faço no meu país. Mas é diferente, um lugar novo, então tento mudar. Não será um bicho de sete cabeças.

G1 – Para você, é um dever do artista se posicionar, ir além da música, das letras de amor, sexo, curtição… Tentar passar uma mensagem diferente vez ou outra?

Anitta – Eu tenho um público jovem, adolescente, criança…

“Esse público aborrescente, a grande massa não curte perder tempo com coisas chatas. Eu tento falar indiretamente com eles, sem que percebam que estou falando de coisas sérias. Por isso ponho celulites no clipe, Amazônia no clipe, favela no clipe, uma drag queen, a Pabllo Vittar… Tudo é para gerar debate, induzir uma discussão saudável”.

Gero debate, mas usando o entretenimento. Tem que ser de um modo leve, para cima, sem as pessoas notarem que estão sendo impactadas.

Fonte: G1